informática na educação

informaticaO projeto informática na educação foi incluído em 2016 na escola Vicente Pallotti pelo colaborador Tiago Silveira Siqueira, tendo em vista e realizações de dinâmicas, treinamentos e instigar mais desafios de lógica de programação e demonstrando aos professores, alunos e pais que não é preciso ter conhecimento técnico de informática e conhecer a fundo os componentes do computador ou, ainda, saber programar. Outras vertentes devem ser levadas em consideração em uma situação social onde a escola compete com várias mídias a fim de prender a atenção dos alunos e (o que é mais importante), tornar a aprendizagem mais lúdica e rica em significados para os nossos alunos.

Em suma: o papel das tecnologias se restringe apenas ao de ferramenta, ou seja, ao homem (ao professor e aos alunos), somente, é possível desempenhar o papel de agente transformador da realidade. Ao contrário do que alguns pensaram no passado (e ainda pensam nos dias de hoje), qualquer ferramenta serve apenas como auxílio, não como pretenso substituto das atividades do professor. Mas, para isto, é necessário que se criem condições para que o ser humano possa unir a sua fantasia com a sua capacidade de realização.

Segundo o MEC, Informática Educativa significa:

“à inserção do computador no processo de ensino-aprendizagem dos conteúdos curriculares de todos os níveis e modalidades da educação. Os assuntos de uma determinada disciplina da grade curricular são desenvolvidos por intermédio do computador.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *